Luz Dura e Luz Difusa: suas Fotos Muito mais Incríveis

Luz Dura e Luz Difusa: suas Fotos Muito mais Incríveis

Você já ouviu falar em luz dura e luz difusa?

Hoje vamos explicar para você a diferença entre elas e como você pode usar as duas para suas fotos ficarem ainda mais incríveis.

Quando você ouvir falar de luz dura na fotografia na próxima vez, quer dizer que a luz “dura” vai gerar uma sombra bastante visível naquilo que você está fotografando. Em outras palavras, seria gerar um alto contraste.

No resumo, difusa ou dura, significa apenas luz e sombra, mas a maneira como uma passa para a outra é que determina os dois tipos.

Luz dura, onde percebemos?

É fácil perceber a luz dura, por exemplo, quando olhamos as sombras que o Sol provoca. O mesmo acontece com as velas. As sombras são mais marcantes, certo? Toda vez que essa sombra estiver muito evidente, a luz é dura.

Agora, o que é a luz difusa?

Essa é a luz que é “filtrada” por um difusor. Seja de vidro ou acrílico, o difusor diminui a intensidade da luz dura. Se reparar nas fotografias, a luz difusa não provoca sombras fortes. Ou seja, a iluminação da foto é mais homogênea, mais equilibrada.

Mas tem também a luz direta, certo?

Já a luz direta, essa é a que cai diretamente sobre uma determinada superfície. Um exemplo? Fotos de peças quadros numa parede ou de esculturas. A luz indireta provoca sombras duras, ou seja, sombras bem escuras.

E luz indireta, existe?

Sim, luz indireta existe. Ela também tem o nome de luz rebatida. A diferença é que a luz indireta vai direto para outra superfície e aí a luz reflete em várias outras direções. Neste caso, a foto fica mais suave.

Agora você pode explorar mais essas possibilidades e tirar fotos novas incríveis. Ah, e não se esquece de revelá-las depois, viu? Fotos especiais devem ser para sempre.

Luz Dura e Luz Difusa: suas Fotos Muito mais Incríveis
Avaliar conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *