Fotografo captando imagem em preto e branco

Fotojornalismo: trabalhando com fotografia

A fotografia é apaixonante, não é mesmo?! A arte de eternizar momentos pode ser encantadora e é uma habilidade que se desenvolve na prática. Para muitos, tornar a fotografia o seu trabalho é um sonho, como no fotojornalismo.

Por isso, vamos te mostrar que esse sonho pode se tornar realidade através de muito estudo e esforço. A fotografia pode abranger diversas áreas, e uma delas é o jornalismo.

O que é fotojornalismo?

Antes de qualquer coisa, vamos às definições! Basicamente, o fotojornalismo é a fotografia dos acontecimentos. Há décadas esses profissionais vêm registrando momentos históricos e icônicos ao redor do mundo. Através de diferentes técnicas, a fotografia não se torna só arte, mas uma atividade profissional importantíssima!

O objetivo de um fotojornalista é tornar a foto uma maneira de informar e explicar fatos, com clareza e o máximo de descrição possível. Esse termo existe desde o início do século XX, mas o fotojornalismo já é uma ferramenta ilustrativa de informação desde o primeiro jornal que existiu, o Jornal Daily de Nova Iorque, em 1880.

Áreas do fotojornalismo

Se você tem interesse em unir fotografia e jornalismo, essa profissão é para você! Mas, apesar de ser um nicho, o fotojornalismo se divide em diversas em áreas. As principais são:

  • Fotografia esportiva: os eventos esportivos, são bastante noticiados e importantes para a cultura mundial. É para isso que existem fotojornalistas presentes por lá: registrar os momentos históricos do esporte!
  • Fotografia cultural: além do esporte, outros âmbitos da cultura fazem parte importante da formação de qualquer ser humano. Sejam eventos de rua, lançamentos de mídias ou atividades diárias de um povo, a cultura merece ser registrada!
  • Fotografia social: uma área para quem gosta de entender e estudar a sociedade como um todo, a fotografia social registra os acontecimentos reais do dia a dia de diversas classes sociais, locais ou comunidades. É vida real!
  • Fotografia policial: parecida com a social, mas mais voltada para registrar ações populares, civis ou militares. A fotografia policial pode, de certo modo, ser arriscada, mas é importantíssima quando se fala de história e jornalismo real!
  • Fotodocumentário: esse formato pode ser utilizado para qualquer área do fotojornalismo, mas também tem valor em si mesmo. Isso porque o foco é capturar acontecimentos específicos de algum local ou comunidade.

Ainda existem as features e retratos, que são o registro de imagens da realidade que falam por si só ou registros de personalidades importantes de cada época da história.

Como se tornar fotojornalista

 

Tela da câmera captando imagem
Petapixel

Não existe uma regra ou uma receita de bolo para ter essa profissão, mas a maior dica que podemos dar é o investimento em formação de qualidade. Seja em cursos livres de fotografia e jornalismo ou investindo nas graduações, se especializar nunca é demais! Formações múltiplas podem abrir portas no mercado para você.

Além disso, é preciso estar sempre treinando e se atualizando. Um bom fotojornalista precisa de um olhar crítico, observador e ágil. Sem contar, é claro, no domínio da parte técnica da fotografia e na busca de referências de qualidade. E vale lembrar: é muito importante ter um portfólio de fotografia.

Viu só como seu sonho de trabalhar com fotojornalismo pode estar mais perto do que parece? Desejamos muita perseverança e esforço nesse caminho. E conte com a Foto Registro. Até mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.