Foto de perfil do Sebastião Salgado

Sebastião Salgado: referência brasileira na fotografia

Sebastião Ribeiro Salgado Júnior é um renomado fotógrafo brasileiro nascido em Aimorés, Minas Gerais, em 1944. Conhecido por seu estilo de fotografia preto e branco, o fotógrafo é graduado em economia, pela UFES, e pós-graduado na área pela USP.

Sebastião Salgado trabalho como economista de 1968 a 1969, quando foi obrigado a buscar asilo no exterior por conta da ditadura militar. Em 1971, na cidade de Paris, adquiriu seu diploma de doutor em economia. Voltou para o Brasil em 1973, trabalhando na Organização Internacional do Café, fiscalizando plantações africanas.

Finalmente, aos 29 anos, Sebastião Salgado teve seu encontro com a fotografia. Em uma viagem para África, o então economista, acompanhado da câmera de sua esposa, descobriu uma outra maneira de enfrentar os acontecimentos planetários relacionados a economia.

Através da imagem, o fotógrafo conseguiu revolucionar o fotojornalismo, retratando de uma forma única, quem e o que se encontra à margem da sociedade.

Principais trabalhos de Sebastião Salgado

Terra (1997)

O livro Terra foi lançado em 1997, em parceria com José Saramago e comercializado junto ao CD “Terra” de Chico Buarque. A obra apresenta 137 imagens em preto em branco, com o tradicional estilo de Sebastião Salgado, retratando as condições de vida de trabalhadores rurais sem terra, mendigos, crianças de rua e outros grupos excluídos e marginalizados no Brasil.

Por contar com diversas imagens de famílias sem-terra, os autores cederam os direitos autorais da edição brasileira ao MST. Em 1998 o livro rendeu a Sebastião Salgado o prêmio Jabuti na categoria reportagem.

Capa do livro Terra de Sebastião Salgado
Fonte: Saraiva

Êxodos (2000)

Realizado ao longo de 6 anos, em mais de 40 países, e lançado em 2000, o projeto Êxodos retrata a história da humanidade em trânsito, migrantes, pelas lentes de Sebastião Salgado. Seguindo com seu estilo de fotografia preto e branco, o livro conta com 432 páginas.

Capa do livro Exôdos de Sebastião Salgado
Fonte: Amazon

O berço da desigualdade (2005)

Lançado pela Unesco em parceria com a fundação Santillana, o livro escrito pelo ex-ministro da educação Cristovam Buarque e fotografado por Sebastião Salgado, denunciam a crise da educação em diversos países.

A obra expõe as condições precárias de escolas do Brasil, Quênia, Afeganistão e Peru, mostrando a precariedade da educação no geral.

Capa do livro O Berço da Desigualdade de Sebastião Salgado
Fonte: Saraiva

África (2007)

A obra “Africa” de Sebastião Salgado, é dividida em 3 partes. A primeira traz imagens da parte sul do continente, em países como Moçambique e áfrica do Sul. A segunda parte retrata países na região dos Grandes Lagos, como Quênia e Congo. A terceira e última parte traz imagens da região subsaariana, em países como Mali, Sudão e Somália.

O livro retrata como a África reflete aos efeitos da colonização, em fatores sociais, econômicos e ambientais.

Capa do Livro África de Sebastião Salgado
Fonte: Saraiva

Gênesis (2013)

A obra de 520 páginas é considerada a bíblia da fotografia. O livro foi desenvolvido entre 2004 e 2012, e tem o intuito de demonstrar a “terra virgem”, ou seja, espaços do planeta que não sofreram com a incursão da sociedade moderna.

Capa no livro Gênesis de Sebastião Salgado
Fonte: Saraiva

Sebastião Salgado e arte em preto e branco

Todas as obras do renomado fotógrafo brasileiro seguem a mesma linha, demonstrando singularidade no estilo de fotografar. As fotos de Sebastião Salgado são conhecidas por demonstrar emoções e sensibilidade perante assuntos que exigem atenção da sociedade, sendo referência para fotógrafos profissionais e amadores do mundo todo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.