dia-internacional-da-mulher

Dia da Mulher e sua História no Brasil e no Mundo

Parabéns, mulheres! Hoje é o dia de vocês. Que vocês recebam muitas homenagens no trabalho, em casa e nas ruas! E não só hoje, mas todos os dias. O Dia da Mulher vem sendo celebrado cada vez mais e por isso mesmo é importante lembrar porque esta data foi instituída.

Como surgiu o Dia Internacional da Mulher?

As histórias são várias. Principalmente porque são vários os fatos que levaram à data. Ou ao “aprimoramento” da data. E esses fatos vêm ocorrendo desde o fim do século XIX, com os movimentos operários liderados por mulheres que passaram a reivindicar melhores condições de trabalho e salários mais justos, além do fim do trabalho infantil.

Já no começo do século XX, precisamente em 1909, um grupo de mulheres americanas, chamadas de Mulheres Socialistas, comemoraram o Dia Nacional da Mulher. A data do Dia da Mulher, contudo, não era 8 de março, mas 28 de fevereiro.

Quem oficializou a data 8 de março como o Dia Internacional da Mulher foi a ONU, em 1975. Antes disso, o nome foi mudando algumas vezes.

O episódio mais marcante, porém, que envolve o Dia da Mulher foi o incêndio na fábrica têxtil Triangle Shirtwaist de Nova York, em 25 de março de 1911. Estima-se que morreram carbonizadas cerca de 130 operárias, mas o número não é preciso.

Para entender um pouco mais as conquistas que envolvem o Dia da Mulher, um ótimo filme é “As Sufragistas”. Estrelado Carey Mulligan, Helena Bonham Carter e Meryl Streep, o longa mostra também como era a sociedade americana nos anos 1920, 1930. Veja o trailer!

Dia da Mulher no Brasil

Já no Brasil, alguns fatos marcam as conquistas do movimento feminista e que acaba por endossar a história do Dia da Mulher, como veremos abaixo.

  • Em 1827, passa a ser permitido que mulheres frequentem escolas. A educação formal das mulheres era até então proibida.
  • Em 1879, outro avanço na educação. Mulheres são autorizadas a frequentar universidades, embora ainda não fosse bem visto pela sociedade.
  • Em 1885, temos a primeira artista mulher conquistando o topo: a compositora e pianista Chiquinha Gonzaga. Ela foi a primeira mulher a estar à frente de uma orquestra. Chiquinha foi autora da primeira marchinha de Carnaval: “Ô Abre Alas”.
  • Apenas 2 anos depois, em 1887, formou-se a primeira médica: Rita Lobato Velho.
  • Como as sufragistas, em 1917, a professora Deolinda Daltro, fundadora do Partido Republicano Feminino, em 1910, lidera uma passeata exigindo o direito ao voto.
  • Mas só em 1927 o governador do Rio Grande do Norte, Juvenal Lamartine, conquista o direito ao voto para as mulheres.
  • A primeira prefeita da história do Brasil foi Alzira Soriano de Souza, no município de Lages, Rio Grande do Norte.
  • 1932: foi na Era Vargas que as mulheres finalmente passaram a votar.
  • Também em 1932, a primeira atleta a participar de uma Olimpíada foi a nadadora Maria Lenk, de 17 anos.
  • A fim de combater à violência contra a mulher, em 1980 surgiram os primeiros centros de autodefesa.
  • A primeira delegacia da mulher surge em 1985.
  • A primeira senadora do Brasil foi Júnia Marise, eleita em 1990.
  • A primeira ministra foi Zélia Cardoso de Mello, também em 1990.
  • A primeira governadora foi Roseana Sarney, eleita em 1994.
  • A primeira presidente do Brasil, Dilma Rousseff, foi eleita em 2010.

Feliz Dia da Mulher

Comemorar uma data como o Dia da Mulher é relembrar as conquistas, sim – e o mundo nunca foi tão aberto às mulheres como o é hoje – mas também é estar consciente de que há muito que evoluir, principalmente no campo da violência doméstica e da sexualidade.

Feliz Dia da Mulher para você que desempenha tantos papéis para “dar conta de tudo”. Que neste dia você se sinta forte, guerreira e, sim, muito capaz.

Dia da Mulher e sua História no Brasil e no Mundo
5 (100%) 1 vote

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *